Arquivo mensal: maio 2018

EDUARDO LASS GARANTE VAGA NO MUNDIAL DE XTERRA

O triatleta Eduardo Lass (Tradener) disputou neste sábado (12) a etapa do Xterra Brazil, em Ilhabela (SP). O paranaense conseguiu seu principal objetivo na prova de off road, que era a vaga para o Mundial de Xterra. O 3º sargento da Força Aérea Brasileira completou o percurso em 03h01, terminando entre os dez primeiros em sua primeira prova do ano na distância de 1,5 km de natação, 24,5 km de bike e 8,5 km de corrida.

“Foi uma prova dura. Na água, eu consegui sair na frente, na segunda colocação, mas a parte do ciclismo foi dura, muito técnica, estava muito difícil nas ladeiras, o risco de sofrer alguma queda era grande e tomei o máximo de cuidado para que isso não ocorresse. Era o tempo todo subindo ou descendo, e isso me desgastou bastante”, disse Eduardo Lass.

”O importante foi ter conseguido alcançar o meu objetivo nesta prova, que era se classificar para o mundial em Maui em outubro. Sinceramente, esperava ter ido um pouco melhor, mas foi um bom resultado levando em conta que foi a minha primeira prova, e espero melhorar nos próximos anos”.

VEJA O VÍDEO DE EDUARDO LASS EM ILHABELA

A etapa masculina do Triathlon no Xterra Brazil foi vencida pelo triatleta neozelandês Kieran McPherson. ”A prova de Ilhabela é considerada a mais difícil do circuito mundial do Xterra. Eu sempre falo que vou tentar participar das etapas do Xterra, desde que não entre em conflito com o meu calendário principal”, comentou Eduardo Lass após a prova.

EDUARDO LASS ESCREVE SOBRE O XTERRA AO LANCE!

Triathlon off-road
Por Eduardo Lass, triatleta

Amigos leitores do LANCE! Eu sou o triatleta Eduardo Lass e hoje vou escrever sobre um desafio diferente na minha carreira. Para quem não sabe, eu disputo as principais competições de triathlon do Brasil e de fora, incluindo as olímpicas, mas a modalidade é muito ampla, oferecendo oportunidades para desenvolvimento de seus praticantes. No fim do ano passado, decidi testar pela primeira vez como profissional o triathlon off-road, ou seja, literalmente na terra ao contrário do asfalto onde ocorrem as principais provas do circuito olímpico.

Neste sábado, eu e outros nomes do nosso esporte estão escalados para a disputa da etapa do Xterra Brazil, em Ilhabela (SP). Serão 1,5 km de natação, 24,5 km de bike e 8,5 km de corrida. A grande e principal diferença é que o Xterra é um triathlon realizado em trilhas, estrada de chão, no meio da natureza.
Nada muito diferente do que praticamos no olímpico em termos de distância. Muda muito o solo e a bicicleta. Minha única mudança nos treinos em Curitiba (PR) foram algumas pedaladas de Mountain Bike. Por isso, o ciclismo se torna bem técnico e mais perigoso! O restante permanece o mesmo, como qualquer outra preparação de competição de triathlon.
Essa etapa do Xterra Brazil vale vaga no Mundial de Maui, no Havaí, em outubro deste ano. Quero essa vaga e vou dar meu melhor pra pegar neste sábado.
É muito bom competir e ao mesmo tempo estar em contato com a natureza, além de ser desafiador e diferente para um atleta do asfalto. É isso, quem tiver em Ilhabela tem um grande evento pra acompanhar.
A temporada de 2018 do triathlon continua depois daqui com uma temporada fora do país e muitos outras desafios, vou em busca de objetivos novos esse ano. Sempre, buscando mais! Fico por aqui mas sem antes convidar quem estiver no litoral norte de São Paulo para nos prestigiar no Xterra Brazil. Um abraço!

EM ILHABELA, EDUARDO LASS FAZ ÚLTIMOS TREINOS ANTES DO XTERRA BRASIL 2018

O triatleta Eduardo Lass (Tradener) já está Ilhabela (SP) para a disputa da etapa do Xterra Brazil, que será neste sábado (12). O objetivo do paranaense é conquistar uma vaga no Mundial da modalidade na prova de 1,5 km de natação, 24,5 km de bike e 8,5 km de corrida. Os treinos para o off-road foram realizados em Curitiba (PR) e o período no litoral norte paulista será para aclimatação e últimos ajustes.

”A grande e principal diferença é que o Xterra é um triathlon realizado em trilhas, estrada de chão, no meio da natureza. Por conta disso, a etapa de ciclismo se torna bem técnica, um pouco mais perigosa e desafiadora. Esse é o motivo pelo qual muda também o tipo de bicicleta que utilizamos no ciclismo”, explicou Eduardo Lass, que é 3º sargento da Força Aérea Brasileira.

Em dezembro de 2017, Eduardo Lass fez sua estreia como profissional no offroad e venceu o Xterra Paraty, no litoral do Rio de Janeiro. Motivado por outro bom resultado, o atleta corre o Xterra Brazil por uma vaga no Mundial de Maui, no Havaí, em 28 de outubro. Eduardo Lass (Tradener) planejou seu calendário para chegar em maio com chances de confirmar sua presença.

”Sempre curti essa vibe do Xterra, competir e ao mesmo tempo estar em contato com a natureza, além de ser desafiador e diferente pra mim que sou um atleta do “asfalto”. Em 2017 corri minha primeira prova no Xterra e decidi que esse ano iria fazer mais algumas etapas e tentar me classificar para o Mundial, e quem sabe, representar o Brasil no Campeonato Mundial de Xterra”.

Acostumado a disputar desde distância Sprint até meio Iron, Lass adicionou treino de mountain bike em sua rotina. Entretanto, a única mudança nos treinos foram algumas pedaladas de mtb. O restante permanece o mesmo, como qualquer outra preparação de competição de triathlon.

Eduardo Lass está com 26 anos e busca uma vaga no mundial na categoria entre 25 e 29 anos. Nesta faixa etária, são duas vagas no masculino e duas no feminino.

 

%d blogueiros gostam disto: